10 de janeiro de 2016

Às vezes quando gostamos demasiado de alguém, esquecemo-nos que precisamos de gostar de nós também.
Disseste-me isto enquanto me olhavas nos olhos e eu chorava. E eu rejeitei, cada palavra, sem te dizer. Permite-me que te diga que o "amor" nos tapa os olhos...nos funde os ouvidos..nos faz abandonar os caminhos..tudo porque queremos acreditar que é amor. E só nós é que o vemos. Os outros não. Os outros não sentem e por isso não sabem.
Permite-me que te diga, sem ter nada a esconder, que...tens razão. Eu deixei de me ver, para o ver. Deixei de gostar de mim com receio que lhe faltasse a minha dedicação. E, todos os passos que dava, temia constantemente que não fossem na sua direção. Amei por dois. Lutei por dois. Dei amor por dois. E estou tão cansada...
Quero esquecer. Por mim.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Fica em segredo, entre nós.