26 de dezembro de 2015

Eu nunca quis que as pessoas olhassem para mim e vissem força. Eu só queria que fossem capazes de ver a dor das minhas lágrimas. A forma como o meu coração está tão preto e tão morto e que se ele continua a bater, é porque eu não tenho coragem. Sou uma fraca. Mais uma vez.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Fica em segredo, entre nós.