8 de junho de 2015


E agora...Como é que eu posso ter a certeza de que amanhã não vais embora?! Que hoje estás e....amanhã, estarás? Como posso confiar nas tuas palavras se é com elas que me tiras e devolves o chão? Põe-te do meu lado. E agora pensa. O que sentes, deste lado? Estás seguro? Sentes-te bem mas sentes que isso pode terminar e não durar? E se amanhã fores embora? Como vou eu, agarrar-me à força se a mandei embora para te agarrar a ti? E se amanhã fores embora? Como vou eu suportar a tua ausência depois de aceitar de volta a tua presença? Como posso ter a certeza que estás, que ficas e que me amas? Não sei se vais querer entender o que sinto... insegurança.

3 comentários:

  1. Uma das coisas que aprendin com a minha insegruança é que às vezes mais vale sair da zona de conforto arriscar, descobrir mais. A confiança vai aparecendo e as situações novas provam-nos se somos capazes de lidar com elas :) No que diz respeito a inseguranças amorosas, as conversas são a melhor escolha :)

    ResponderEliminar
  2. Sentir insegurança é horrível... mas é como a Carolina disse: conversa!
    r: Para isso já falta menos xb

    ResponderEliminar
  3. r: O problema é que o meu blog tem-se tornado mais conhecido ao longo do tempo... e, como vou ser professora de adolescentes, a todo o momento os meus alunos podem ter acesso àquilo, daí ter de haver algum resguardo, entendes? Não quero apagar nada, apenas colocar nos rascunhos aquilo que acho que não acrescenta assim tanto ao blog e que mostra algumas coisas que não quero que os meus possíveis alunos vejam...

    ResponderEliminar

Fica em segredo, entre nós.