31 de maio de 2015




Não existe Amor Verdadeiro. Não mais. Hoje não. Enganei-me a mim mesma este tempo todo. E as pessoas tinham razão... eu vivia sempre com os pés virados para o ar, por isso é que a minha cabeça não funcionava... funcionava o coração. E a culpa é minha, por ter insistido que Amor existe... por continuar a ser inocente, ingênua, a esmagar o meu coração. Eu, eu mesma. Não o fez ninguém por mim, fui eu. O Amor Verdadeiro não existe por isso parem de dizer-me que ainda existe. Hoje não. Não existe mais. As pessoas não gostam de pessoas, gostam de si mesmas. As pessoas lançam para o ar promessas. Para o ar sim, porque não as pretendem apanhar. As pessoas não vão ser para sempre as mesmas pessoas e isso magoa-me... como pode alguém transformar-se em pó, em nada, como se nunca nos tivéssemos conhecido, como se nunca tivéssemos partilhado nada... nada. As pessoas magoam-se umas às outras por querer, mesmo por querer. E eu não quero fazer parte desse Mundo de pessoas. Porque eu sou Pessoa, mas tenho Coração.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Fica em segredo, entre nós.