18 de maio de 2015


Entre tantas falhas. No meio de tantas confusões. Quando não fazia sentido caminhar, continuar, lutar. Dentro de tantos dilemas e tantas perguntas por responder... Entre o medo aterrorizante do futuro e a ânsia de não querer que o amanhã chegasse. Por detrás das barreira que insistia em erguer e das muralhas que me mantinham escondida. Tu apareceste... Sem eu reparar, sem eu querer, sem eu ver. Tu apareceste... E, sem eu acreditar, tu estavas lá... A ver-me sem eu te ver. A olhar-me sem eu te querer olhar. Porque tudo o que avistava era um Passado preto e um Futuro negro. Porque tudo o que eu pudesse desejar eram só miragens e nada disso podia acontecer. Não sabia o que me esperava e por isso não esperava nada. Não previa o amanhã, mas vivia com a certeza de que eu não ia conseguir. E tu continuavas lá... Mesmo quando eu só me queria a mim por não ver que os outros queriam estar; mesmo quando o meu silêncio te fazia confusão sem eu saber; mesmo quando a minha timidez te chamava a atenção. Desculpa, eu não vi. E não foi por não querer, foi por não acreditar. E hoje, eu não sei como explicar a discrepância daquilo que sentia e já não sinto. Graças a ti, eu sei que não estou sozinha... Quando bato o pé. Quando resmungo. Quando sou chata. Quando sou mandona. Quando sou insuportável. Quando sou sensível. Quando sou chorona. Quando sou impaciente. Quando erro. Quando... as pessoas não me vêm e tu continuas a ver-me. Nos piores momentos. Nos melhores momentos. Sempre. Entre tantos pedaços de dor que continuam a seguir-me o trilho e a definir aquilo que sou. Entre tantas perdas e sonhos gastos que continuam a lembrar-me de que não sou capaz de tudo. Entre a ansiedade que me faz chorar e o desejo de viver num amanhã como sempre idealizei. Entre o medo de não ter para onde ir, de não saber o que fazer... Tu estás lá... A receber as palavras que mais ninguém quer ouvir. A deixar-me ser aquilo que sou, mesmo quando não sei bem quem sou. Tu sabes? Sabes quem eu sou? Obrigada por teres chegado. Obrigada por teres ficado. Não poderia ter melhor pessoa para Amar. Porque tu me Amas. Até quando eu esqueço de amar-me.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Fica em segredo, entre nós.