17 de abril de 2015


Eu não esperava isto de nós. Não fiz planos. Não pedi que desse certo. Não anseei para te encontrar em todos os caminhos. Não pedi que ficasse todas noites, tantas noites e tantos dias. Não pedi tempo, nem Amor. Vieste da sorte e trouxeste-me Vida. Eu não esperava isto de nós porque eu não esperava nada - o Amor não nasce com planos nem história. Mas hoje eu sei que tu és a minha História e o Meu Amor. Nunca esperei nada de ti... Eu nem sabia se iam passar meses, muito menos anos. Eu não sabia que tinhas vindo para ficar. Tu dizias, mas as pessoas dizem muitas coisas e pouco cumprem. Eu não esperava isto de nós, mas eu não vou esquecer. Como chegou. Como chegamos até hoje. Todos os dias em que vinhas mais cedo de casa para estarmos juntos antes de entrares nas aulas às 8h30. Todos os dias em que comias em 10 min e corrias para me poderes vir. Todos os dias em que me vinhas buscar à escola. Em que íamos passear. Todos os dias em que me lançavas um olhar envergonhado e apaixonado. Eu não sabia que eras fantástico. Se soubesse, eu não tinha rejeitado os teus pedidos de amizade nem te tinha negado o meu número tantas vezes! Valeu a pena? Se esperaste, querias de verdade. Hoje, voltarias a esperar? Obrigada por Isto que construímos até aqui e por aquilo que espero - sim, hoje espero - que possamos construir sempre. Eu sei que não sabes lidar comigo quando eu não estou bem... Mas eu sei que aprender a lidar com uma pessoa demora tempo e envolve paciência. Temos tanto tempo ainda... E tu, tens ainda muita paciência para mim? Achas que tinha piada se eu não fosse uma revoltada e um furacão? Achas que seriamos divertidos juntos se não fossemos anormais? Achas que seria Amor se os momentos menos bons não existissem? Tu fazes-me Feliz ou eu não teria momentos cheios de sorrisos para recordar... És o Melhor Amigo do Mundo! E um Homem raro... Amo-te! 35 meses... Pouco, ou muito pouco? 

Sem comentários:

Enviar um comentário

Fica em segredo, entre nós.