18 de janeiro de 2015

vou ficando


E enquanto eu abro e fecho a porta; saio e volto a entrar.. tu nunca sabes o que esperar e eu nunca sei o que te dar. Perdi-te o rasto enquanto corria e, para minha surpresa, corria em direção contrária a ti. Perdi-te o rasto enquanto procurava amar-te todos os dias e todas as noites. Perdi-te o rasto enquanto tentava, incessantemente, mostrar-te que te amava hoje e amanhã. Mas os motivos acabaram. E, mesmo quando acabaram eu tentei arranjar mais. Não sou o entrave, o portão enferrujado ou o muro gasto de sentimentos. Foste tu... és tu... Gastaste tanto de mim que agora não sei onde me colocar: dentro ou fora. Gastaste tanto de mim sem me dar nada de ti que agora não sei onde comprar as melhores palavras, onde deixar os melhores abraços, de onde arrancar os sorrisos que me deixavas nos lábios... E enquanto eu abro e fecho a porta, o tempo avança... E eu fico sem querer ficar e só não vou porque ainda não tenho a coragem suficiente. Ir... para onde? Para encontrar o quê? Só para fugir de ti. E enquanto eu fico do lado de dentro, vejo o que não quero ver e sinto o que não quero sentir só porque continuo a tentar de uma forma irremediavelmente errada que sejas a pessoa que conheci. Porque tu foste e eu aproveitei. E agora já não és e eu não me canso de procurar por ti. Porque mesmo nos dias em que estou cansada e exausta, só me separo... por momentos e não o suficiente para a coragem ganhar tamanha vontade e tamanha grandeza que pegue em mim e me leve para não mais voltar. E enquanto me afasto e tu levas com o meu silêncio nada muda... porque tu não vês mais em mim o que vias. E enquanto eu me afasto e me encontro em mim e comigo percebo que, de facto, não te tenho como te tinha e que já aguento mais e melhor do que antes aguentava. Eu pensava que não havia Vida... Mundo... Sorrisos... Vento... Nuvens... Chuva e Sol. Eu pensei que não haveria nada quando te trancasse do lado de dentro e fosse embora. Hoje eu sei que há. Hoje há Amor lá fora. Mas não há Coragem cá dentro.

2 comentários:

  1. Há quem não goste de vermelho mas dá para fazer de tantas maneiras :)

    ResponderEliminar
  2. r: Tenho estado ausente do blog, então ainda não tinha tido tempo para ver todos os comentários, daí ainda não ter enviado o convite para leres o outro blog... já tratei disso, vê se recebeste o e-mail ou coisa assim :)

    ResponderEliminar

Fica em segredo, entre nós.