8 de setembro de 2014


Porquê que é sempre pela "melhor" pessoa que tinhamos? As pessoas mudam ou revelam-se? Porque na verdade, não é pela dor, mesmo que seja imensa. Não é pela ausência ou as saudades. Não é pela falta das palavras. Não é por ter memórias cravadas no peito ou o arrependimento de ter dado tudo. Não é por ires embora. Não, não é. Porque a dor termina a partir do momento em que o passado deixa de fazer parte de nós. A ausência e as saudades calam-se pelos dias em que quero e não te tenho. As palavras não servem de nada, o tempo apaga-as. As memórias, eu guardo as que quiser. Eu não quero saber se desististe agora ou se estás cansado à muito tempo. O problema é teres-me dado a conhecer alguém que não existe ou existiu. E o facto de ires embora só demonstra o que de melhor tu és: fraco.

1 comentário:

  1. r: foi com desculpas esfarrapadas.... daquelas que topas ao longe que não têm nada haver.

    ResponderEliminar

Fica em segredo, entre nós.