15 de agosto de 2014

Tu foste o amor que me abriu a porta e, inconscientemente a fechou também. Eu quero olhar para ti e ver-te por dentro.. Do que és feito, a tua essência. Eu quero saber como estás, o que sentes, o que te move ou o que te faz sorrir. Eu quero saber por onde andas e ir contigo. Quero ver-te por dentro como mais ninguém vê ou viu. Saber de ti, mais do que de mim. Saber de ti, tudo e nada. Apenas saber de ti e saber que estás aí e saber que tu sabes que eu estou aqui, sempre quando tu quiseres ou precisares. Para conversar e olhar para ti e ver-te por dentro. Conversar do tempo, do sol ou da chuva. Conversar palavras profundas ou simplesmente o que te apetecer. Só quero ver-te sem dramas porque hoje, o que mais percebi de mim, é que sou dramática e tão impaciente..  Porque eu só quero ver-te por dentro como mais ninguém vê e eu só tenho de entender que eu sou a primeira e a última pessoa que te faz rir, mesmo que não possa ver -te.. Todos os dias. 

3 comentários:

  1. mas às vezes, e infelizmente, é necessário

    ResponderEliminar
  2. Adorei este pequeno texto está lindo ^^

    ResponderEliminar
  3. Já estou a seguir-te Marta! :) Obrigada pelo comentário ao meu blog. Beijinhos e continue sempre a escrever **

    ResponderEliminar

Fica em segredo, entre nós.