13 de agosto de 2014

Lembrar-me de ti aperta-me o coração. É, já não me lembrava desta sensação. Preferia nem saber o que é, na verdade. Tu decidiste partir e, apesar de saber que este dia chegaria, teria preferido adiá-lo. É cedo para mim e tarde demais para ti.

2 comentários:

  1. Hoje, acho que não há nada que sempre dure...

    ResponderEliminar
  2. Infelizmente ha' coisas q vao e nao voltam.
    Lembra-te sempre daquilo que foi bom :D

    ResponderEliminar

Fica em segredo, entre nós.