14 de abril de 2014


Perderam-se as palavras quando encontrei a forma certa de viver. É que, ainda hoje, sou capaz de reviver as lágrimas, os dias de ansiedade, o medo e a escuridão... que permaneciam nas palavras, todos os dias. Nós crescemos e aprendemos uma forma melhor para viver. Na verdade, acho que não só aprendi como descobri. Descobri outra forma de viver, senão estar escondida nas palavras que faziam doer o peito e esmagavam as noites onde não suportava quem era. Hoje não dói e, quando dói, é suportável. A calma mantém-se e a felicidade também. Porque amanhã é outro dia. Porque amanhã serei feliz, de novo.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Fica em segredo, entre nós.