8 de outubro de 2012


Não gosto de pensar em sonhos, porque sonhos fazem-me pensar no futuro e sentir o futuro desequilibra-me. Não gosto do futuro porque me toca na pele incerto e o insabido assusta-me. Sonhos que me levam a mente e que me desgastam o coração. Sonhos que tocam o céu e que caiem desesperados no chão. Sonhos que são sonhos e daqueles que não passam da ilusão. Não gosto agora, mas talvez goste amanhã. Não gosto porque não me ensinaram a viver para além do que possuo no momento e o momento está a fazer-me feliz. Então não vou sonhar. Então vou ser Feliz.

3 comentários:

Fica em segredo, entre nós.