8 de outubro de 2012


Asas ao vento e um coração cheio de amor. És belo... Como as pombas que gostas de atormentar e és amoroso, no momento exato em que eu lhe dou bolachas e tu filmas. Mundos contrários que se unem. És tu e eu. Diferentes e incompletos. És natural como a transparência que envolves na Alma. És natural como o reflexo que encontro em mim: o teu. Anjo com asas coloridas... Anjo com asas predominantemente verdes. Para mim és Verde. Para mim és o Melhor.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Fica em segredo, entre nós.