18 de junho de 2012


Percebes quando digo que gosto de ti? De uma maneira minha e nossa, sendo uma forma simples de tocar o céu? Percebes quando digo que gosto de ti? Até quando no silêncio sou capaz de ouvir a batida do teu coração, mesmo sem voz ou até sem força. (...) E quando não encontrares o lugar certo para descansar, eu estarei aqui. Ou quando não houverem palavras suficientes ou o vazio não deixar de ser isso mesmo, eu vou chegar ao teus lábios e cantar-te baixinho, para sorrires. Tu transformas tempo em escassez e é por isso que eu chamo o teu nome se a vida parecer não fazer sentido.
Percebes quando digo que gosto de ti e que amanhã também irei gostar? Porque quando se gosta, têm-se certezas e tu és a minha. A firme.

3 comentários:

  1. Mais um texto para os teus namorados, neste caso, o teu namorado atual, né? É raro escreveres para mim. :(

    ResponderEliminar
  2. Tu escreves tão bem. Por que paraste?

    Amo-te mana.

    ResponderEliminar
  3. lindo por demais :') sabes bem o quão a tua escrita é fantástica *-*
    princ, «3

    ResponderEliminar

Fica em segredo, entre nós.