9 de abril de 2012


Eu não gostei das conversas meio-esquecidas, dos sonhos meio-quebrados ou do amor meio-vivido. Eu não gostei das promessas mal feitas, dos olhares mal trocados, nem do silêncio nas horas erradas. Eu não gostei de quando eras apenas tu, ou apenas eu...ou quando permaneciamos, sem saber, no meio termo. Não gostei das noites que te levaram e do amor que soubeste pisar tão bem em chão firme. Hoje...acho que só não gosto de sentir que, algum dia, foste o motivo de eu gostar...de ti.
Eu queria ter-te, inteiro, meu, demasiado misturando ao bastante...agora, sempre, pelo infinito e pelo sempre que se perdeu. Eu só não gostei de teres ido embora, é isso.

7 comentários:

  1. lindo, adorei marta!
    tu sabes que estou aqui para ti sempre* :$
    adoro-te, na eternidade e para a eternidade «3

    ResponderEliminar
  2. Hello,
    Adorei, está perfeito. A sério, é realmente isto!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. eu sei, mas sei também que não vem.

      Eliminar
    2. adorei o texto, escreves tão bem! :)
      e sim, infelizmente já começou, e já estou farta dela v.v e sim, o nosso sporting gaanhou ao benfas eheh! xDD beijinho

      Eliminar
  3. Ohhh tão lindo *.*
    Amei!! Está lindo *.*

    ResponderEliminar
  4. Pois diz ... e infelizmente é verdade :c

    Obrigada querida : )

    ResponderEliminar

Fica em segredo, entre nós.