12 de janeiro de 2012


E eu quero viver para sempre. Mesmo que ainda não saiba quanto tempo é. Mesmo que seja muito, ou imenso. Longo e que não acabe. Eu quero viver para sempre, sem horas nem relógio. Sem tempo, sem dor. Eu quero viver assim, deste jeito...adormecer e ter-te e saber que amanhã, de novo, talvez esse jeito não mude. E é bom. E é maravilhoso. E é perfeito...não poderia ser de outro jeito, pois não? Como se o hoje fosse nosso, como sempre e como nunca mudará. Como se o tempo passasse por nós e não nos tocasse. Como se o mar não enterrasse memórias. Como se as palavras não deixassem de ter o teu nome. Como se o amor fosse realmente o amor, daquele que existe hoje e amanhã e depois e outro dia, sem fim. Como se o amor fosse realmente o amor, no tempo em que quero viver, muito e imenso. Longo e para sempre.

5 comentários:

  1. é isso mesmo viver, viver, sem limites... não sabes o tempo nem saberás, mas para que importa isso? temos é de viver o dia como se fosse o ultimo e para se viver assim é SEM LIMITES!
    amo-te, és a minha princesa linda <3

    ResponderEliminar
  2. adorei meu amor, escreves lindamente (': que pura alma «3

    ResponderEliminar
  3. Está lindo! Gostei imenso do teu blog marta, beijinho Catarina Morais :)

    ResponderEliminar

Fica em segredo, entre nós.