15 de agosto de 2011

olá não


Olá, doce. Não. Não te quero dizer olá, quero dizer-te adeus. Adeus doce. Perdeste a tua magia algures num tempo em que não irei procurá-la. Olá doce, onde foste abandonar as saudades que tinha tuas? Adeus doce, gosto mais assim, de não te saber amar. Olá doce, foste doce em me procurar e eu doce em fugir. Foste um doce olá e agora és mais doce por um adeus.
Eu pensava que não tinha vida para além de ti... mas tu deste-me vida para além de tudo e nem sabes.

28 comentários:

  1. Obrigada por aquele comentário, tu mereces tudooo. E adorei este texto :) <3

    ResponderEliminar
  2. ainda bem, querida, que tens toda essa força. nem sabes como é bom ver-te assim.

    ResponderEliminar
  3. amo, amo muito isto minha princesa!
    não precisas de um rei para seres uma grande rainha. <3

    ResponderEliminar
  4. obrigada pelas tuas palavras :)
    adoro os teus post's, adoro adoro!

    ResponderEliminar
  5. Não tenho duvidas sobre isso meu amor. vocês são grande parte da força que eu tenho neste momento!

    ResponderEliminar
  6. lindo lindo lindo. e tu..sabes, adocicas me o coração a cada comentário

    ResponderEliminar
  7. tenho gente conhecida por aqui e n quero q saibam do q se passa na minha vida -.-

    ResponderEliminar
  8. oh martinha, és sempre tão fofa :')

    ResponderEliminar
  9. oh Marta, está perfeito! e gosto muito de te ver assim : livre!

    ResponderEliminar
  10. Obrigada pela tua participação : D http://inesematias.blogspot.com/2011/08/wednesday-question-answer.html

    ResponderEliminar
  11. é mesmo, é uma verdade que às vezes nem damos conta -.-

    ResponderEliminar
  12. Ai amor já não tenho força para nada. Quero morrer, quero que ele morra! Eu juro que eu estou a tentar levantar-me mas não consigo. Não consigo mais nada, dessa vez eu cair e vou mesmo continuar no chão. Já não dá mais :s

    Ai amor és tão linda *-*
    Sabes que eu amo o teu cabelo!

    ResponderEliminar
  13. Começas com "liberdade", depois mandas a tua achega, e depois fazes-te de vitima "que te atirei pedras" literalmente, e agora vais embora visto nem teres tentado ter um diálogo, fazes bem. Igualmente.

    ResponderEliminar

Fica em segredo, entre nós.