9 de agosto de 2011

não faças isso (II)


Por favor... não me procures quando as minhas lágrimas se soltam, não me dês a mão quando o meu coração está a desesperar. Por favor... não oiças os meus gritos quando o meu silêncio faz eco no vazio, não me abraçes quando a minha dor é visível. Por favor... não procures o meu rasto quando os meus passos não têm força para marcar o caminho, não tentes proteger-me quando me largaste e me fizeste sofrer. Por favor, não faças de conta que só sentes a minha dor quando eu realmente pareço desesperar. Eu não queria que sentisses que te amo, apenas quando choro. Não faças isso, senão assim fazes-me sofrer duas vezes. Uma, porque não estás comigo. Outra, porque me procuras quando eu preciso do silêncio da minha alma.

14 comentários:

  1. muito bonito, mas nao sofras ja sofreste muito.

    ResponderEliminar
  2. muito obrigada por seguires , está texto mostra mesmo sentimento .

    ResponderEliminar
  3. está lindo amor. a tua escrita é linda. é tua.

    ResponderEliminar
  4. sabes, a beleza também és tu. tu és maravilhosa, não mereces essa dor. e mesmo que nada possa eu fazer para te aliviar a alma quero que saibas que estou aqui, a desejar-te momentos felizes e sorrisos, daqueles que tanto mereces. muita força; és linda, nunca te esqueças disso.

    ResponderEliminar
  5. Marta cada vez escreves com mais sentimento *-*
    Mas sofrer ? --' já sofres te muito :c E eu gostava que fosses feliz !

    ResponderEliminar
  6. Amor, deixa-me falar com ele, deixa-me tentar perceber o que se está a passar para ele não te atender. Por favor, dá-me o numero dele. Eu sei que eu não sei metade da vossa história, eu sei que eu não tenho o direito de me meter nisso, mas eu não gosto de ver-te assim com esse sofrimento todo. Vá lá princesa, deixa-me ajudar, ele não conhece o meu numero, por isso ele vai atender. Eu não sei porque mas acho que há um motivo maior para não te atender as ligações.

    ResponderEliminar
  7. juntas palavras de uma maneira linda.
    cuida do teu coração, não permitas que o manejem como querem, tens de ser tu a fazê-lo.
    força pequena*

    ResponderEliminar
  8. adoro o que escreves marta, é realmente muito bonito :)

    xx

    ResponderEliminar
  9. Gostei muito do teu blogue.
    Espero que tenhas a força que precisas*

    ResponderEliminar
  10. isso mesmo fofinha...posso desistir de muitas coisas, ate do que mais gosto e principalmente de quem mais gosto, o que nao posso fazer é desistir de mim...

    ResponderEliminar

Fica em segredo, entre nós.