28 de agosto de 2011

fim-de-semana

Não me achem desastrada, por favor. Tive um fim-de-semana tão rápido e no sentido de tão bom. Desculpem a ausência de vos ler, de vos deixar ler-me. Guardo-vos, sempre!







 



Fui visitar Deutschland e ri-me muito com a minha prima.
E a minha tia é sempre um doce.
E foi o meu último fim-de-semana na Suiça.

27 comentários:

  1. gostava mesmo que tivesses razão martinha :$
    p.s ES LINDAAA

    ResponderEliminar
  2. é claro... ninguém é perfeito querida. mas as qualidades dele conseguem de facto que eu nem repare nos defeitos que ele tem ;)
    Boas fotos *

    ResponderEliminar
  3. (obrigada martinha)
    - ah sua viajada!

    ResponderEliminar
  4. oh, querida marta. é tão bom saber que estás a ter momentos tão bons!

    ResponderEliminar
  5. sabes, as tuas palavras sabem tão bem.. obrigada marta, por seres sempre tão meiga.

    ResponderEliminar
  6. Aarau *-*
    o meu avô morreu dias antes de eu nascer |:

    ResponderEliminar
  7. todos nós precisamos de algo que nos falta*

    ResponderEliminar
  8. Gostei das fotos querida, Suiça tem coisas mesmo bonitas :) E tu és lindaaa **

    ResponderEliminar
  9. Então princesa, anda tudo bem contigo?
    Eu não tenho vindo muito aqui, o meu pc anda com problemas (odeio-o!)... Mas então, tens novidades?

    ResponderEliminar
  10. meu amor volta, temos de estar juntinhas! :')

    ResponderEliminar
  11. linda (:
    Já sabes que adoro tudo vindo do teu canto.

    ResponderEliminar
  12. Eu ando na mesma, evito-o ao máximo :s
    E já agora estás tão linda nas fotos, princesa ^^

    ResponderEliminar
  13. Adorei as fotos! (:
    Tenho saudades tuas e das tuas maluquices querida ♥
    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  14. muito obrigada (:
    ela já o leu e ficou toda babada (; felizmente eheh.

    ResponderEliminar
  15. tu chegas, e dás magia ao meu sorriso, doce marta. como andas?

    ResponderEliminar
  16. oh, acontece-me muitas vezes e não gosto nada, nada, nada. parece que a alma anda vazia, ou que nem servimos sequer para o que mais nos serve, a escrita. mas lembra-te sempre, não és incapaz. esta será sempre uma fase, amanhã será melhor, e amanhã as palavras parecerão fazer mais sentido. e sabes, o que escreves vale sempre a pena, mesmo que não o pareça - tudo o que vem da alma tem valor, pequenina.

    ResponderEliminar

Fica em segredo, entre nós.