12 de julho de 2011

uma saída



Porquê que em vez de mudar de direção, insisto em seguir-te? Tantas opções, tantas estradas. Tantos caminhos mais fáceis, mais perto. Tantos lugares diferentes, tantos espaços por descobrir, mas o meu destino, o que sempre me leva até à minha casa, impõe-te em qualquer caminho, lugar ou direção e eu, acabo sempre por ir ter contigo, à tua casa coração.


37 comentários:

  1. podes crer, não me resta fazer nada :c

    ResponderEliminar
  2. Se calhar porque é mesmo esse o teu destino princesa :)
    Tens é que seguir o teu caminho e ver até onde ele te leva, e de certeza que vai ser um lugar bom :)

    ResponderEliminar
  3. Vai entender nééh...
    Amei o seu blog; lindo!
    olha lá meu novo blog.:
    just-a-girl21.blogspot.com
    Beijos

    ResponderEliminar
  4. Dói saber que não estás aqui, enquanto tudo que eu preciso é de ver o teu sorriso. Tornei-me dependente de ti, e isso sufoca-me. Conto as horas, os minutos, os segundos, e até os milésimos de todo o tempo gasto sem a tua presença. Olho para o céu, vejo as estrelas, observando cada mínimo detalhe de cada uma e percebo que elas poderiam resumir a falta que tu fazes, porque nesse instante, poderias-me estar envolvendo no teu abraço, fazendo-me refletir do quanto o brilho delas não é nada em comparação ao que tu tens na minha vida. Para mim virou mania lembrar de todas as conversas e sorrir automaticamente. Virou mania desejar-te aqui, do meu lado. Virou mania pensar em ti e no que tu poderia estar a fazer enquanto isso. Tento desapegar-me de ti, mas páro e penso que seria um erro, algo completamente impossível… Porque não dá pra ficar sem ti, a tua presença era o que me fazia bem, só isso. Não precisava de mais nada, quando te tinha do meu lado. Mas sabes qual é o pior de ficar aqui, contar as horas pra te ver e ser feliz ao teu lado? É que eu vejo todas essas horas iguais e tenho a certeza que tu não estás a pensar em mim. A certeza de que Tu não te importas, e que mais uma vez eu me vou magoar... Será que Tu não percebes? Eu largaria tudo para te ter aqui ao meu lado agora. Sem Ti tudo fica confuso, estranho. As coisas perdem o sentido. Chorar tornou-se rotina. Eu quero-Te, nada vai me fazer desejar-te menos. Tornaste-te o meu único e maior vício. Eu quero-te aqui comigo mais do que tudo. És a dona do meu sorriso, e eu queria ser o dono do teu sorriso também. Sabes, no fundo, eu só gostaria que Tu precisasse de mim, como eu preciso de Ti. Querer não é poder, mas nem por isso eu deixo de te desejar aqui a cada segundo que passa.
    A verdade, é que hoje em dia é dificil acreditar no amor, e isso pelo simples fato da humanidade ter esquecido o verdadeiro significado dele. o meu coração não acredita mais no amor, de verdadeiro significado. Ele não tem mais motivos para isso. Ele não tem mais forças para sofrer sempre pela mesma coisa. As lágrimas ja se esgotaram e ele quer ficar quieto, quer bater só por bater; Chega de sofrimento, chega de ilusão. Mas no fundo, o coração sabe que um dia, tudo o que ele faz hoje para evitar tanto sofrimento, não será suficiente. Ele sabe que alguém o despertará. Ele sabe que ele vai voltar a amar. E ele sabe que vai voltar a sofrer. Mas neste preciso nomento, o meu coração não está a acreditar em mais nada, está trancado a sete chaves. Porquê? Porque a criança aprendeu a crescer. O menino que chorava, esgotou as lágrimas. E o puro coração dele, está ferido, está quebrado e está constentemente a gritar por socorro e ninguém vem socorre-lo.

    ResponderEliminar
  5. Princesa, tenho dois selos para ti no meu blog *-*
    Está na pagina selos ^^

    Beijinhos :)

    ResponderEliminar
  6. oh meu deus :l
    eu preciso de saber quem tu és, anónimo. :l

    ResponderEliminar
  7. pois mas nao sei se irás saber :(

    ResponderEliminar
  8. por acaso já sei quem és. pena é teres mandado esse texto copiado de não sei onde, porque sei que não o escreveste tu -.-

    ResponderEliminar
  9. tens a certeza que nao fui eu que escrevi? olha que eu nao tinha assim tanta, mas se tu o dizes linda...

    ResponderEliminar
  10. pensas....mas....nao sabes.

    ResponderEliminar
  11. As minhas verdades mudam com o tempo, meus valores não; o que acham de mim não vai determinar quem eu sou, mas mesmo assim, não vou discordar quando alguém achar que eu não valho a pena. eu valho. eu valho a pena se tentarem amar-me em vez de se apaixonarem por mim. com o tempo aprende-se que as pessoas podem-se tornar especiais com uma certa intensidade, apercebe-se que podem ter defeitos mas esses mesmos defeitos podem passar por despercebidos, por algumas vezes. passamos a querer mais atenção,a cobrar mais, a analisar cada gesto e cada direção de olhar. mas com o tempo aprendemos que o que tiver de acontecer acontece sem nenhuma precipitação, apenas é certo, que não é preciso exageros, exageros que não são bons. com esse mesmo tempo aprende-se que os momentos, não importam quais sejam mas que estarão sempre guardados. mas por mais que se aprenda sobre a vida, sobre a outra pessoa, nunca é o suficiente para saber as surpresas. elas sempre nos surpreendem com novas atitudes. a vida é como um jogo, a cada dia temos novos desafios, e como todos os jogos, este também tem regras. regras essas que temos de decidir respeitar e seguir ou por outro lado, quebrar. não pode ser jogada sozinha, os outros também são jogadores e cabe a nós fazermos deles adversários ou companheiros.
    todos temos sempre algo em comum, nem que seja o simples facto de existirmos, de respirarmos. mas nós para o fazermos, para respirarmos e para termos a nossa sanidade mental precisamos disto. precisamos de exagerar, de gastar as palavras, de gritar, de chorar, de cometer erros e saber aprender com eles, de sentir que não estamos sozinhos, de sentir que temos quem nos apoie. precisamos de sentir tudo isso. e precisamos de escrever, sobre tudo ou nada, tão pouco interessa. o que vale dizer tudo o que se quer quando não se faz nada? quando não se tem consciência dos seus actos? de que serve? é como respirares sem estares a viver. já pensas-te o quanto absurdo isso é? então diz, escreve, pensa, faz, respira e vive. mas sempre com coragem, com dignidade, não sejas quem não queres mas não te esqueças, não deixes nada por dizer.

    ResponderEliminar
  12. quem és tu, anónimo?
    eu conheço-te?!

    ResponderEliminar
  13. sim conheces muito bem.

    ResponderEliminar
  14. então porquê que não dizes quem és?
    custa dar a cara?!

    ResponderEliminar
  15. não, não custa mas acho que mesmo não dando a cara vais descobrir quem sou, lê os sentimentos que te mando e pensa no que la está...e vais descobrir.

    ResponderEliminar
  16. pois, mas eu não sei, mas também não me devo preocupar, pois se quisesses que eu soubesse quem és, dirías logo, sem rodeios. não gosto destes jogos. não vou brincar contigo ao descobre-descobre.

    (olha, podes responder num texto recente? para não andar sempre a vir atrás?)

    ResponderEliminar
  17. pois, eu sei que já não te digo nada infelizmente mas tu a mim dizes-me tudo e és me tudo.

    ResponderEliminar
  18. é estranho... porque as pessoas que eu realmente conheço, não escrevem textos tão profundos como tu (sem ofensa), não sei se são copiados ou escritos por ti, por isso não sei dizer quem és.

    ResponderEliminar
  19. não preciso de dar a cara lê atentamente os meus sentimentos e depressa chegas lá.

    ResponderEliminar
  20. E ja descorbistes quem eu sou?

    ResponderEliminar
  21. nao sou a tua irma.
    eu estou mais perto de ti.
    mas isso tu nao sabes.

    ResponderEliminar
  22. que careca?
    eu nao sou a tua irma.
    eu sou .........
    lol

    ResponderEliminar
  23. e se eu mudar o link do meu blog, o que fazes? ;)

    ResponderEliminar
  24. se tu mudasse o teu link?
    eu sei tudo sobre ti.
    eu ate sei de que cores sao as tuas cuecas.
    lol.
    marta amo-te
    volta para mim amor <3

    ResponderEliminar

Fica em segredo, entre nós.