28 de julho de 2011

não me sentes


Sinto-me estranha, diferente. Já não sei se te amo, ou se apenas me lembro de ti. Não sei se ainda preciso de ti, ou apenas sinto a tua falta. Como vês, fazes-me não saber de nada. Penso que me cansei de chamar o teu nome. Penso que deixaste de ouvir a minha voz, porque assim quiseste... Sinto-me distante do mundo, distante de mim. Tenho a minha mente demasiado desarrumada, o meu corpo treme sem razão aparente e sinto o meu coração a ficar congelado, com a tua ausência constante. Preciso de me encontrar e já nem sei se preciso de encontrar-te a ti também. Levaste-me as palavras e tudo o que te queria dizer. Na verdade, são imensas as coisas que precisava de gritar-te, mas aprendi a silênciar o meu coração quanto não me sinto ouvida. Não sei onde estás, mas tu também não imaginas o caminho que percorro. Tu apoderaste-te de mim e eu sinto-me fraca por isso... mas fraco foste tu por teres desistido de nós. Não, eu não consigo parar de pensar em ti, parece que até o céu me lembra o teu sorriso, parece que até as estrelas se escondem por te teres escondido de mim também. Não te procuro, pois não espero encontrar-te, nem tão pouco esperaria que me recebesses no mundo que construíste longe do meu.
Matei o cansaço de ser uma noite vazia. Matei a esperança que já pouco viva estava. Matei a ausência do teu corpo quando o meu esperava por tais passados momentos infinitos. Matei-me. Matei-me por ti, mas matei-me apenas por teres esmagado o meu coração com o teu doce orgulho. Por teres mantido a minha alma numa imensa escuridão, sem lhe deixares algo que a pudesse reanimar. Matei-me, mas só porque mataste o Ser Humano puro que sempre foste comigo.
Matei-me por ti... e tu mataste-te por um amor que pensavas ter morrido.

37 comentários:

  1. « Sinto-me estranha, diferente. Já não sei se te amo, ou se apenas me lembro de ti. Não sei se ainda preciso de ti, ou apenas sinto a tua falta. »

    penso o mesmo :/

    ResponderEliminar
  2. esse texto, diz muito, e está tão, tão intenso..
    «mas fraco foste tu por teres desistido de nós.» não te deixes abater, querida. estou certa de que encontrarás alguém com a coragem suficiente para segurar o amor. sorri minha querida.

    ResponderEliminar
  3. tu és sempre tão meiga comigo.. oh, obrigada!

    ResponderEliminar
  4. nao tens de agradecer. espero poder ajudar-te tanto quanto me ajudas a mim, é o minimo que posso fazer. tu és forte, acredito. conseguirás ultrapaçar isso, força. e se quiseres falar, desabafar, podes contar comigo..

    ResponderEliminar
  5. eu acho que tens uma ideia errada sobre mim.. eu não sou assim tão boa pessoa. as minhas variaçoes de personalidade e as minhas crises estupidas magoam muitas pessoas..
    sou do norte como tu, apenas um pouco acima, em viana.

    ResponderEliminar
  6. eu não sei.. és capaz de ter razão..
    viana é bonito, tens de dar cá um saltinho. fica bem acima de braga :)

    ResponderEliminar
  7. gosto muito dos teus textos, tem um toque muito pessoal e vivido! gostava de seguir...
    espero que nunca percas a alma que tens e que poes nos textos.
    beijinho :)

    ResponderEliminar
  8. sabes, as vezes custa-me ouvir/ler que se morreu por um amor, ou que se matou por um amor.
    o amor não deve ser um sinónimo de morte ou assassinato mental, o amor deve ser um bem precioso e grandioso que se guarda religiosamente no peito. eu sei que quando a relação corre mal, é complicado não pensar assim, eu própria não consigo, mas penalizo-me por isso. eu deveria ver o amor como o mais belo sentimento entre duas pessoas, mas também não consigo.

    força marta, renasce*

    ResponderEliminar
  9. Tens toda a razão, e eu vou me livrar desses medos estupidos e vou passar a ter apenas medo da vida. Muito obrigada pelas tuas palavras linda, sabes que elas para mim são preciosas.

    O que eu posso dizer? Este texto está perfeito, vejo que sentes o que escreves. "mas fraco foste tu por teres desistido de nós" pois é, o fraco foi ele, tu és forte e tenho a certeza que vais ultrapassar isso e vais encontrar alguém MUITO melhor que ele. Sabes que eu estou aqui para tudo o que precisares princesa :)

    ResponderEliminar
  10. é querida , ele já não quer saber de mim. E eu o melhor que tenho a fazer é esquecer-lo

    obrigada por seguires (:

    ResponderEliminar
  11. Como já te disse, eu também não consigo não matar-me por um amor. A dor e o desespero levam-nos a isso.

    ResponderEliminar
  12. selo para ti no meu blog (:

    ps : a parte número 8 da história já foi publicada (:

    ResponderEliminar
  13. Tens toda a razão linda :)
    E ele que se lixe, eu vou viver a minha vida e o que tiver que acontecer, acontecerá!

    ResponderEliminar
  14. desculpa sair de repente ontem..
    eu compreendo. na primeira consulta o psicologo disse-me que tudo o que falassemos ficaria entre nós, havendo somente duas excepções: se eu pretendesse por a minha vida em risco; ou a vida de outrem em risco. isso deixa-me a pensar no quanto poderei eu falar com ele..
    no entanto, eu fiquei preocupada após ler o teu comentário.. eu espero que tenha sido somente uma fase e que tais pensamentos não estejam mais na tua cabeça. tu pareces uma pessoa tão meiga, com tão grande coração, com tanta bondade para dar, que eu nao consigo imaginar que nao queiras dar bondade a ti mesma e à tua vida.. eu espero que estejas melhor agora..

    ResponderEliminar
  15. o amor que tenho demorou muito a construir, e tem os seus bons e maus momentos. a verdade é que temos de fazer sacrificios na vida, talvez tenhas de dar uma volta na tua vida, para renascer o que por vezes perdemos pelo caminho, e o amor vai ser uma das coisas que vais encontrar. vais ver que no meio dessa volta, vas encontrar alguem que percorra esse caminho contigo!

    ResponderEliminar
  16. não sei o que dizer, sinto muito por ti, e eu gostava tanto, eu gostava tanto de poder saber que está tudo bem, e que não tens de sofrer. mas é dificil, eu sei. no entanto, eu não quero deixar de acreditar que vais conseguir encontrar o equilibrio que precisas, o novo coração, uma alma mais limpa. e eu sei que não ha nada que eu possa fazer para te ajudar, mas enquanto eu poder ouvir-te, se isso te ajudar, se isso te aliviar, nem que por instantes, o fardo, eu fá-lo-ei. em, três dias?, criei uma empatia, um carinho, tão grande por ti que me vieram as lágrimas ao ler essa história que, de todo, ninguém merece. não te preocupes, se há coisa que não faço é julgar-te. as alucinações, eu compreendo-as. já passei por algo semelhante e não há nada para se julgar nisso; tu não tens culpa de nada, nem merecias nada disso. minha querida, só continua, passo a passo, a lutar. eu sei que custa, e eu, mesmo nao tendo passado por essa dor, que me custa imaginar e me fez orgulhar-me de ti por toda a tua luta, acredito que levará o seu tempo. mas um dia, haverá luz. eu acredito que, um dia, chegará a luz a ti. mas nao desistas, por favor. por favor, tu és capaz.. eu acredito em ti, e eu ficarei sempre à espera, a desejar, dias melhores em ti.

    ResponderEliminar
  17. não me agradeças.. eu realmente sinto a necessidade de saber que está tudo bem, que vais ficar bem. vamos caminhar em frente, terão de haver dias melhores.

    ResponderEliminar
  18. vou fazer por isso, obrigada linda (:

    ResponderEliminar
  19. este texto diz exactamente aquilo que estou a sentir, mas digo-te apenas uma coisa martinha:
    nunca chores por um homem, por um homem que não te quer, pois não há homem nenhuma que mereça as lágrimas de uma mulher!

    ResponderEliminar
  20. sonhar também eu adoro :) ter pesadelos não xD

    ResponderEliminar
  21. Oh princesa, muito obrigada mas não está nada de especial :s

    ResponderEliminar
  22. apesar de triste, gostei muito querida

    ResponderEliminar
  23. está lindo, princesa. escreves bem!
    linda és tu <3 ainda bem que gostas!

    ResponderEliminar
  24. ainda bem que gostas-te e sim talvez pode ser cedo , mas poderá acontecer , mas logo se verá a continuação :D e não tens de agradecer pelo selo (:

    ResponderEliminar

Fica em segredo, entre nós.