26 de junho de 2011

necessidades


Sempre me guardei sem querer partilhar. Sempre amei o que realmente não sabia amar. Sempre me dei mais do que devia e quando, sem querer, o fim me absorvia, sempre tentei voar por cima da realidade. Hoje tenho essa necessidade. Preciso de voar, de me conhecer, de me dar, de amar mais do que qualquer outra coisa no mundo. Preciso... de uma mão no infinito, lá longe e outra cá, bem perto, para me sentir segura. Hoje, quando olhei para as estrelas, senti a necessidade de caminhar sem rumo, sem destino ou paragens... preciso de parar o tempo. Não quero o tempo, nem o relógio, nem as horas. Isso não me faz falta. Hoje senti que sou feliz, mais feliz do que outrora já fui. Hoje senti que tenho tudo o que poderia desejar, que o meu sorriso se soltava apenas porque sim, que as lágrimas alugaram a minha casa-coração à paz e isso faz-me sentir mais livre, mais leve, mais solta, mais eu. Eu invado-me por infinitas vontades. Eu afogo-me nos sonhos ou pensamentos irreais. Eu sinto a brisa da noite a tocar em mim e solto um "obrigada" a alguém que me oiça. Eu vivo sem querer saber da vida. Eu vivo na vida, mas não lhe pertenço. Eu preciso de voar. Eu conheço-me mas os outros não. Eu quero descobrir-me e viver em mim. Quero deixar de viver o nada, preciso de algo... algo que ainda não encontrei, mas que não héi-de cansar-me de procurar.

8 comentários:

  1. Está muito bonito mas já encontraste amor, eu contigo e tu comigo vamos ser felizes coisa que nunca fomos amor AMO-TE

    ResponderEliminar
  2. tem que ser ;) obrigada e bom verão também para ti :D

    ResponderEliminar
  3. obrigada pela compreensão, love. :)

    ResponderEliminar
  4. finalmente haja alguém que concorde comigo !
    podemos aguentar muito, mas não aguentamos muito. ninguém é de ferro, e como tu dizes, um dia será tarde demais, mas parece que nem toda a gente concorda connosco.

    ResponderEliminar
  5. não tenhas duvidas, não podemos esperar eternamente. também temos direito a viver. *

    ( ali em cima enganei -me, queria dizer: podemos aguentar muito, mas não aguentamos tudo.

    ResponderEliminar

Fica em segredo, entre nós.