14 de maio de 2011

Fazes falta.

Quem sabe não estás aí algures, não serás tu o pedaço de mim que eu procuro, tu que tens a mesma batida calma e por vezes acelarada do meu coração. Quem sabe não estejas longe, mas perto, que estejas à minha procura em volta da vida. Quem sabe, não sonhes comigo, como eu hoje sonhei contigo e sinto saudades tuas. Talvez também as tenhas, quem sabe... não estarás a sentir falta de um abraço meu, como eu sinto falta dos teus e de tudo o que já me deste. Quem sabe se o teu coração ainda chama o meu nome, ainda precisa de mim nas noites em que o frio é a brisa que o envolve... Quem sabe não terás em ti um pouco de mim, pois eu tenho em mim, tudo de ti.

5 comentários:

  1. o teu blog é lindo, mesmo :$
    estou a seguir *

    ResponderEliminar
  2. ainda bem minha querida, a musica chama-se sam tsui-don't want an ending

    ResponderEliminar
  3. Está lindo, verdadeiramente lindo, e encaixa perfeitamente naquilo que tenho sentido nos últimos dias. É agoniante, visto que não sabemos o que nos espera do outro lado, mas ao mesmo tempo tão reconfortante, não é ?

    ResponderEliminar

Fica em segredo, entre nós.