16 de abril de 2011

2/3/09 - 16/4/11.

Ela prometeu... que ficava em silêncio.
Prometeu que não iria voltar, não hoje, nem amanhã. Nem que o tempo a fizesse sentir saudades. As saudades ser-lhe-ão apenas um motivo para seguir em frente. Vai recordar como tudo foi perfeito, mas como tudo teve um fim. Ela prometeu ter força, mais força do que este amor teve força sobre ela.
Hoje, não precisava de ser o dia do fim, podia ser amanhã, ou depois... Ou talvez, nunca. Mas é hoje. Hoje é o fim.
Apesar de tudo, obrigada. E por tudo, desculpa.
Que nunca deixes de ser o Ser Humano maravilhoso que és...
Felicidades, gordo.

1 comentário:

Fica em segredo, entre nós.