2 de fevereiro de 2011

- tass bem.

Tass bem. Abre os olhos quando já não sentires o sono a fazer-te pesar a mente. Não olhes para o relógio, esquece o tempo. Tass bem, ri alto e ri-te do nada. Enrola-te no quente dos teus cobertores e diz NÃO ao mundo descontrolado. Levanta-te, caminha até à casa de banho, mas não caías, vai com cuidado, liga a àgua e não precisas de te despir, tass bem. Sente como a tua mente se renova!
Deita-te na banheira, fecha os olhos e relaxa. Hoje o mundo é teu, tu és o mundo, por isso, tass bem. Uma música de fundo a tocar e acendes o teu cigarro. Vês como te sabe tão bem o fumo a infiltrar-se em ti? Tass bem, relaxa. Agora prepara-te, veste a tua melhor roupa e sai para a vida que alucinou com o teu estado. Aproxima-te do café mais caro da zona, senta-te como um Rei e toma um pequeno-almoço digno de tal. O preço é relativo, tass bem. Deixa vir a conta, coloca os phones nos ouvidos e finge que não é nada contigo. Deixa a conta por pagar de lado e saboreia o bem-estar do teu estômago.
Tass bem, sente-te superior. Vai de carro dar uma volta até à praia, coloca o som das colunas no máximo para dares nas vistas e curte o som. É tudo teu, tu és o centro, tu és o mundo, nada te falha, nada te trava. És grande! Faz um pião na estrada, aprecia as ideais "gajas boas" e assobia-lhes, para que se sintam superiores. Ri-te dos outros e nunca de ti. Não trabalhes, nada faças, a vida é uma borga. Vai à tasca da esquina, pede um fino e uma taça de tremoços, fuma um paiva e vai, por momentos, morar nas nuvens. Fica zonzo, diz asneiras, grita como um maluco.
Tass bem, pega no carro e sem te espetares chega a casa. Entra e manda-te para a cama. Estás pedrado, mas tass bem. Um cigarro e uma cerveja. Depois outro cigarro e outra cerveja. Estás inconsciente, adormece.

Tass bem, a vida num dia passou-te ao lado, amanhã já não a apanhas. Ficaste fora do tempo, da vontade de Ser alguém. Escolheste o caminho mais fácil e não soubeste encontrar um novo rumo. Tass bem, esta vida é pouco pior que a outra. Não te sentes, não sabes quem és. Não tens um motivo, moveste para o nada.
Tass mesmo bem, mas agora acorda! , isto não é a realidade.

(hm, aprovado pelo meu Diogo, amo-te. :$)

7 comentários:

Fica em segredo, entre nós.