7 de fevereiro de 2011

- o tempo não apaga o amor.

Amo-te, gosto muito de ti. Gosto muito de ti e amo-te. Meu pequenino, meu mais-que-tudo.
Tenho medo, mas não quero ir, quero ficar. Não mudes, assim és o meu, o de sempre. E saber que me amas, após quase dois anos, torna-se a minha vitória.
És o meu sol, o teu sorriso é a minha maior felicidade.
Vem, vamos ser felizes.
Fico contigo, sempre...

7 comentários:

  1. que texto lindo :)
    aquilo eu li no site dela, http://margarida.clix.pt/ :)
    beijinho*

    ResponderEliminar
  2. obrigada martinha x)
    e este post está mesmo querido :3

    ResponderEliminar
  3. amor, já sabes que tudo o que sinto por ti é real?
    sabes que te amo como nunca amei ninguem ou queres que repita mais uma vez ? :$
    AMO-TE COMO NUNCA AMEI NINGUEM! @

    ResponderEliminar
  4. Obrigada *.*
    gostei muito do texto :')
    preserva o que sentes, o amor é fantástico +.+
    vou seguir !

    ResponderEliminar
  5. d+ realmente adorei palavras de alquem q. realmen t ama.

    ResponderEliminar
  6. Lindo é o que escreves (:.
    E esse sentimento que guardas dentro de ti já á algum tempo, tempo esse que nunca o apagará (:.
    Força *-*.

    ResponderEliminar

Fica em segredo, entre nós.