25 de janeiro de 2011

- voar sem asas ter.


Eu até posso ter a existência pesada, uma alma sem brilho algum, umas mãos que só agarram o que não lhes faz o mesmo. Posso ter um coração quase apagado da vida Humana, posso gostar e querer permanecer no silêncio, mas nunca, algum dia, terei uma salvação.
Percorro caminhos sem fim, caío em abismos que me devoram tão bem, procuro por algo que não existe e ainda acho que contenho em mim uma esperança nunca acabada. Sou como um oceano. Não sei o começo, desconheço o desenrolar da minha história, mas também não sei onde alguém como eu vai conhecer e fazer parte do verbo acabar.
Poderia achar-me o Sol, ou talvez a Lua. Ambos fazem parte da vida, mas nem sempre estão presentes. Cruzam-se como duas pessoas desconhecidas que não têm direito ao tempo que existe na vida, cumprimentam-se e despedem-se, mesmo sem saber. Poderia ainda comparar-me ao céu, onde me encontro a voar entre dúvidas e onde nunca me é possível encontrar respostas certas. As nuvens são as minhas falhas e o meu escudo de proteção que nem sempre funciona, é como o ar que não se vê. 
Aqui não há melodias, não há ruídos, porque tudo se faz sentir. Falar não adianta nada, já que a minha voz vai ecoar no azul profundo. Às vezes preferia não voar tanto, para depois não me dar conta que afinal - e mais uma vez sem saber, estou no mesmo sítio -, tal e qual como agora. Eu não voo, o meu pensamento é que se solta. O meu espírito fica perturbado por não controlar tal imaginação.
Não tenho mãos que me prendam, nem abraços que me confortem. Não tenho asas, mas sonho tê-las. A escrita preenche-me a mente, isola-me a dor e a porta de uma parte do meu coração, fecha-se.
Arrumo assim - por momentos e enquanto voo -, a sobrevivência forçada e a existência mal-aceite por Seres desconhecidos.
Espero apenas ter mais um para-quedas de reserva, para quando o meu coração decidir voar sem explicação, a queda não ser tão notável à alma.

(o diário é um segredo!)

2 comentários:

  1. Martinha *.*
    Tens um tesouro que te permite sonhar, sonhar .. E nesses sonhos sentimentos voam, sentimentos verdadeiros . Menina especial tu és uma rapariga muito forte e um dia vais encontrar de novo a felicidade. :) O desenrolar da tua história vai ser um desenrolar feliz ! Sabes porque ? Porque tu mereces e tal como nos contos de fadas... Vais ter um final digno de uma princesa . Um destino em que tudo é mágico onde tu és a protagonista !! ;D

    Adoro-te miuda ! <3

    ResponderEliminar

Fica em segredo, entre nós.