23 de janeiro de 2011

- meus.

Afinal, o meu céu abriu, as tempestades partiram e o coração pôs de parte a dor. Afinal, ainda existem pessoas puras no Mundo, que nos desencadeiam motivos reais para uma existência livre.
À mana, que sempre do meu lado ficou, sem julgamentos, sem oposições ou desconfianças.
Ao Jonathan, pela forma como encara a vida e como os conselhos que me dá, são tão verdadeiros.
Ao Tiago, pelo cansaço não existente.
À Sara, que me vê rir, chorar, gritar, cantar! Que me acompanha, todos os dias.
À Catarina Biscaia, que anda quase ou tão cansada como eu, mas que aguenta tudo.
À Ana Filipa, a minha pequena destes tempos, a minha fonte de fortaleza.
À Raquel Silva, que mesmo um pouco ausente, está sempre, sempre bem presente.  
Obrigada a todos vós, mencionados ou não. Obrigada por de formas diferentes me ensinarem tão bem que contenho a maior força dentro de mim.
Afinal, o amor é banal e a amizade perdura.

 Obrigada por me acolheres nos teus braços sempre que um sorriso meu se perde e obrigada por transformares o meu mundo, num mundo melhor.
I love you, Grazyelle Maianna!

 (Talvez um dia decidas voltar, mas garanto-te um regresso inesperado e duro. Foste, foste, foste!)
- Foi um dia lindo! :$
 

1 comentário:

Fica em segredo, entre nós.