8 de março de 2010

- vais.

«O que sentes?»
«Sinto-me.»
«Queres chorar.»
«Eu prendo as lágrimas ao coração.»
«Como consegues?»
«Aliei-me ao tempo, porque percebi que ele consegue vencer-me. Sufoco o coração com as lágrimas, consegui habituá-lo a isso e só (me) deixo ser fraca, quando permanecer no meu mundo, em silêncio, sem que ninguém veja. Sou eu, a que desconhecem.»
«Isso dói.»
«Não imaginas o quanto.»

Hoje, voltei a mergulhar nas memórias que guardava de ti. Apaguei o coração com a dor e voltei a ser eu, a da tua ausência. Desgastei a alma com cada pedaço de força fracassada e perdi-me nas lágrimas das noites em que não estavas. Cansei-me, mas não de ti. Cansei-me de mim, do ser que teimas em que seja teu, daquele que largas por uns tempos, mas que fazes amar-te sempre. Hoje deixei-(me) afundar no sentimento, não calei o coração à vida (des)humana e não escondi a dor. Caminhei em passos demasiado curtos para não sentir o vazio da alma que me deixas-te e a força do vento trazia-me a saudade de quando o meu coração era teu e tu sabias cuidar dele. Agora, deixaste-me o coração despedaçado, dos dias em que a felicidade era minha e roubas-me a pouca força que me resta da falsa esperança. Tu mudas-te, decidis-te mudar o rumo e a maneira de viveres. Eu sentia-te, mas agora desconheço-te e isso mantem-me fraca. Sou fraca. Não lutei para seres o meu, o que sabias ser tão bem. Conseguis-te fazer desaparecer o sorriso que me encantava, conseguis-te prender o coração que eu sentia e mantens-me na escuridão.
A tua partida, dói demasiado. Mas o amor que me deste, existiu e sempre se susteve forte, porque tu, a cada dia me davas um bocadinho mais de ti, até que eu pudesse abrir-te o coração, como o Sol quando ilumina a Vida.
Odeio, odeio o ser em que te tornas-te. Provoca-me dor.
Adormeço contigo, mas acordo sem ti.
Quando partes? Quando eu não quero.
Quando voltas? Quando eu menos espero.

4 comentários:

  1. está lindo +.+
    obrigada pela presença, mesmo +.+
    <3

    ResponderEliminar
  2. obrigada. que lindo, que verdadeiro!
    dás-me o nome desta música?
    vou-te seguir*

    ResponderEliminar
  3. E um dia essa dor vai passar, acredita :)

    ResponderEliminar
  4. " Não lutei para seres o meu. "
    - Concordo. Concordo mesmo. Tive de ser eu a lutar apesar dos teus erros e foi graças a isso que eu cometi os meus erros, e, ao não lutares por mim só provas-te que não me amas, nem nunca amas-te, e não foi só isto que me fez perceber disto.
    Felicidades !

    ResponderEliminar

Fica em segredo, entre nós.