3 de março de 2010

- silencia a alma.

 

És tão forte que consegues deitar abaixo tudo o que te faz mal. És tão forte que calas o coração e apagas a alma, sem querer. És tão forte, ao ponto de prender-(me) a ti, agarrar-(me) a mão sempre que decido seguir um caminho que não o teu.
Volta saudade, vem derrubar-me, mais uma vez.

3 comentários:

  1. Desculpa por fazer sempre tudo de mal, a sério, desculpa. Eu só não consigo viver sem ti, e não vale a pena dizeres que consigo porque não consigo. Eu só quero falar contigo, ser teu amigo, no mínimo quero isso. ( mesmo que não sejamos o que éramos antes. )
    - Amo-te mais que ontem e menos que amanhã, e amar-te-ei a este " ritmo " eternamente. :'

    ResponderEliminar

Fica em segredo, entre nós.