6 de março de 2010

- marés.



 «Palavras, leva-as o vento.»

É tempo do vai-vem. É tempo das máres mais frias, dos pequenos sonhos destruídos e da alma perdida a vaguear por ruas estranhas. É tempo de acreditar no coração que ainda bate cá dentro, da esperança que não vai embora e da luta que héi-de sempre tentar vencer. É tempo de libertar a dor, deixar-me ser quem sou agora e voar ao som do vento. Os tempos mudaram e eu mudei a direcção dos meus passos. Não deixarei os restos da saudade que sempre me souberam atormentar. Não deixarei em mim, nada teu e isso faz-me sentir bem. Eu sinto-me bem. Sinto-me livre das lágrimas que invadiam as noites da tua ausência. Sinto-me bem comigo e tenho o coração limpo. Não de dor, nem de amor, mas de tempos que eram teus, de momentos que eram nossos e de palavras que se perderam na maré da vida. Sinto-me parada no tempo, mas tu já não me destrois a alma.
Agora, apetece-me estar sozinha, fora do mundo que não é meu. Apetece-me permanecer em silêncio, longe dos ruídos que não são a melodia calma para o meu coração. Um dia, héi-de conseguir pegar em cada pedaçinho de força perdida e fazer-(me) valer a pena.
Fechei-(te) a porta, do meu coração, mas isso dá-me paz.
Não sei guardar-te, não soubes-te ser.
Um dia já não vai dar, vai ser tarde e eu não vou voltar.

5 comentários:

  1. "Agora, apetece-me estar sozinha, fora do mundo que não é meu."
    Como te percebo. Mas como dizes, havemos de conseguir :)

    Beijinho*

    ResponderEliminar
  2. Eu estou a construir essa caixinha, aos poucos e devegarinho, porque também quero seguir em frente, quero viver. Mereço.
    Força *

    ResponderEliminar
  3. Há alturas em que isso é o melhor.
    Fecha-te em ti. Será bom. Chora que nem menina pequenina, depois recompõe-te. Vais ficar boa, eu sei que sim. :) E pessoas que nada valem QUE SE LIXEM! Tu é que importas, força.

    ResponderEliminar
  4. - d. ( de diogo e didux )7 de março de 2010 às 09:25

    " da esperança que não vai embora " - Realmente a esperança não vai embora e isso é que me atormenta mesmo. :'
    ( Eu preciso de ti, preciso que me ajudes naquele assunto que só tu sabes de mim, aquele que não contei a mais ninguém. )

    ResponderEliminar

Fica em segredo, entre nós.