10 de janeiro de 2010

És tu, serás sempre.



Mais uma vez, conseguis-te ser a minha luz, quando pensei que já tudo estivesse perdido. Mais uma vez me provas-te que realmente vale a pena estar do teu lado, vale a pena acreditar e não, não iremos desistir. Mais uma vez me deste a mão e fizeste-me viver e ver que nada estava perdido. És unico, és tu. Se soubesses o quanto sou capaz de dar por ti, se soubesses o que um «amo-te» teu provoca no meu (teu) coração, a felicidade que me dás só de saber que estou a viver este amor com tudo o que tenho. Isto pertençe-nos, é nosso. Dá-me de volta a felicidade, vamos sorrir juntos, como sempre sorrimos. Já me deste a mão e prometes-te não me largar e eu sinto, do coração, da alma que o nosso amor é verdadeiro, é mágico e que tu consegues mudar tudo aquilo que eu penso que está errado, tu consegues dar sentido a tudo. Ouves-me sempre e consegues sentir cada lágrima ou sorriso, meu. Obrigada por seres quem és e obrigada por me levares para o nosso mundo, sempre que tudo se torna difícil. Obrigada por me apoiares, por não me deixares sozinha. És a minha unica força e tudo o que me dás faz-me perceber que tudo o que vivemos é real. Eu preciso de ti, cada vez mais.
«Olha para o infinito e diz que me amas.»

Eu estarei sempre para ti, prometo.

1 comentário:

  1. que texto lindo, meu amor. :$
    felicidades, voces merecem. :')

    estarei semrpe aqui, bonequinha dmv. «3

    ResponderEliminar

Fica em segredo, entre nós.