31 de dezembro de 2009

Posso sofrer em silêncio?



Tu não estás comigo, pelo menos agora. (Eu espero.) Estives-te ontem e todos os dias, sempre que precisei. Deste-me a mão, caminhas-te comigo, fizeste-me feliz, ensinaste-me a viver. (É realmente bom viver do teu lado. É tudo fácil, tudo mágico.)
Passas-te de um sonho, a uma realidade. Obrigada. És realmente um orgulho, uma verdadeira força. Não vou viver com medo quando sei que te tenho, tu tens-me, nós temo-nos. O amor existe, é nosso. Nós vivemos e eu contigo sinto-me feliz, até para lá da simples felicidade. E obrigada pelas chamadas, tenho sempre que te agradecer. Obrigada por tornares as minhas lágrimas, em sorrisos. E para ti, um eterno sempre, meu mdt.

«Serás sempre tu.»


2 comentários:

Fica em segredo, entre nós.